Home/ Apaixonado pela Minha Luna Completed
A caça era o que eu mais temia, mas ela me trouxe o Alfa mais forte de todos.
About
Table of Contents
Comments (102)

Passei pela minha mãe enquanto ia para a cozinha, ela é a última pessoa com quem quero falar.

"Riven, querida, eu sei que não é algo que você queira, mas deve ser feito. É tradição!"

Durante a última hora, a minha família tem tentado me convencer de que participar da caça para acasalamento será "bom para mim e a minha loba", que não é algo "tão ruim". Para eles, tudo o que importa é a tradição, os meus desejos e anseios não fazem diferença alguma. Eles não se incomodam nem em perguntar; às vezes duvido que sejam mesmo minha família, especialmente minha mãe.

Não me levem a mal, ela é uma boa pessoa... Como diz o clichê, é linda por dentro e por fora; e eu sou quase a cópia dela. Temos a mesma cor de cabelo, sardas e traços faciais, mas nosso tom de pele é diferente: ela é pálida e eu sou caramelo. Essa é a diferença mais óbvia. Não sei de onde herdei essa característica, talvez da minha tia, de quem ninguém gosta de falar. Ela era irmã gêmea da minha mãe, algo raro na comunidade de lobisomens, mas minha mãe nunca fala sobre ela nem meus avós, é como se ela nunca tivesse existido. Não sei nem o nome dela, mas já a vi em uma foto antiga de família. Parei de perguntar depois que percebi que era um assunto delicado.

"Riven, querida, por favor..."

Voltei à realidade ao ouvir a voz dela, a voz que venho desesperadamente tentado evitar. E não importa o quanto eu ame essa mulher, não posso recuar. Então me viro e perscruto os olhos castanhos sem graça com os meus azuis.

"Sério, Karen, salve seu discurso de me*da para alguém que se importa." Eu queria dizer isso, mas não podia porque ela é a maldita Luna do bando. Não posso desrespeitá-la. Quando finalmente penso em algo para dizer, meu pai se aproxima vestido em um terno e, nessa hora, percebo que a me*da está instalada. "Como você pôde, pai? Eu sou sua única filha. Isso não é justo? Ronan não tem que participar dessa besteira...".

"Riven! Chega! Em primeiro lugar, olhe a língua. Já discutimos isso o suficiente, e a conversa está encerrada. Já estou farto do seu desrespeito dentro da minha casa." Eu já tenho convivido com o pavio curto do meu pai há 19 anos, e seus gritos já não me assustam.

Contrariando-o, reviro os olhos e começo a abrir a boca para me defender, mas o olhar que ele me lança deixa claro que está prestes a usar seu comando Alfa em mim. Bufo aborrecida e corro floresta adentro para me transformar e aliviar a tensão. O nome da minha loba é Rhea, minha única e melhor amiga. Ela é uma loba muito rara, nossa pelagem é azul-marinho, o que não é normal, porque o lobo do meu pai é negro e a da minha mãe é marrom dourada. A cor da minha pelagem é rara, nunca vi nada parecido. Mas isso não é tudo, Rhea também não tem um tamanho normal, podemos facilmente desafiar qualquer macho Alfa. Ela é maior até mesmo que o lobo do meu pai. E esse é o motivo de eu nunca ter sido vista ou ter me transformado na frente de ninguém, acho que é melhor assim. Minha família já me trata como merda e não aguento mais.

Eu e Rhea amamos correr, a sensação de sentir o vento contra o nosso pelo é incrível, adoramos sentir o chão da floresta sob nossas patas. Então, continuamos correndo até colocarmos uma distância razoável entre mim e meus pais. Eu ainda não consigo acreditar que eles vão me fazer passar por isso. Sou a filha de um Alfa, pelo amor de Deus! Deve haver uma saída para isso.

Eu odeio ser caçada! Até entendo que somos animais, mas uma parte de nós também é humana, e eles continuam querendo nos tratar como cães selvagens. A caça para acasalamento é um festival anual para lobos não acasalados que acontece cada ano em uma matilha. Este ano é a nossa vez, o que significa que todos os lobos machos e fêmeas não acasalados de todo o mundo virão aqui para se juntar à "DIVERSÃO".

O encontro dura cerca de 3 dias. O primeiro dia é para se situar, os machos e as fêmeas são separados e colocados em cabanas de acordo com a posição que ocupam. A ideia dessa separação é deixar tudo mais emocionante.

O segundo dia é o que eu mais temo, é o dia da caçada de fato. E é exatamente tão horrível quanto parece. As fêmeas são isoladas em local fora das cabanas ainda no início da manhã para que os machos possam cheirar o local à procura de sua companheira. Se eles não encontrarem o cheiro dela, são dispensados para voltar para casa logo em seguida e, nesse caso, terão que comparecer à caçada de acasalamento do próximo ano, desistir de procurar sua companheira, ou até mesmo podem optar por escolhê-la. O vínculo em tal caso não é tão forte quanto a verdadeira companheira, mas ainda estará lá.

Depois disso, as fêmeas são levadas à floresta onde a caça acontecerá, havendo um limite de tempo de 2 horas para que o macho rastreie sua companheira. Caso contrário, terá que esperar até o próximo ano. Estremeço só de pensar em ser caçada. Em alguns casos, os machos marcam suas companheiras no local, com ou sem seu consentimento. Esse pensamento me faz chorar. Na mesma noite, uma fogueira é montada para os machos recém-acasalados. O terceiro dia é apenas para os lobos de alto escalão, e uma cerimônia é realizada para que todos saibam quem serão os novos líderes. Também é realizado um jantar para recebimento da benção dos anciãos da matilha e para que os novos líderes possam estabelecer alianças e fechar acordos com outros bandos. Depois de tudo isso, podemos ir para casa com nossos companheiros.

[Nota do Autor: Alerta de nova história!!!!

O livro "Sussurros da floresta proibida" será lançado em breve. Confira a minha página do Instagram e seja o primeiro a ver o novo pôster. Espero que vocês amem o novo livro assim como este.]

You may also like

Download APP for Free Reading

novelcat google down novelcat ios down